Lançamento de ecossistema inédito fomenta inovação e integra grandes empresas em prol do consumidor

Atualizado: 13 de Mai de 2019

Vertem atuará nos pilares de fidelidade, inteligência de dados e tecnologia para viabilizar a conexão dos principais players do mercado

Em um movimento único no mercado brasileiro e mundial, a Vertem – primeira holding focada no desenvolvimento de ecossistema - acaba de ser criada. “A Vertem representa uma mudança do mindset no modo como fazemos negócios, pois expande nossa oferta para toda a cadeia de fidelização de modo disruptivo”, revela Emerson Moreira, que assume o cargo de CEO da holding e passa o cargo de CEO da LTM para Raphael Mello.

A Vertem, que prevê atingir um faturamento de R$ 1,3 bi, em 2019, foi idealizada pelos sócios Emerson Moreira, CEO da holding, Evanildo Paes de Barros, CSO & Chairman, Johnny Wei, head de Novos Negócios e Raphael Mello, CEO da LTM. Até o momento foram investidos R$ 30 milhões em aquisições. Fazem parte da Vertem, além da LTM, as startups Aberto; engajamento personalizado dos consumidores com os varejos, Devpartner; inteligência de integração de negócios em ecossistemas, Premmiar; o parceiro definitivo para soluções de premiação e Power Of Data; uso de dados em Big Data e Analytics de forma massificada para revolucionar o negócio. Outra mudança importante ficou por conta da amplificação da unidade de negócios dedicada à viagens da LTM que, agora passa a se chamar Wemoov, com uma operação independente e foco também em eventos e live marketing.


Moreira acredita que o ecossistema recém-criado permitirá que grandes players do mercado se conectem para coexistir com os marketplaces em um momento disruptivo de mudança na forma de enxergar os consumidores. “A transformação digital é o fio condutor desse processo, pois ela possibilita a integração de companhias e indústrias que não sejam concorrentes diretas, por meio de tecnologia e cruzamento de dados, para entender que o consumidor é um só e que, de maneira colaborativa, elas podem potencializar sua força de vendas e evoluir nas estratégias de negócios”, explica.


Neste cenário, o empresário não descarta, ainda, a hipótese de futuras aquisições para compor a Vertem e também reforçar o processo de internacionalização da holding, que deverá acontecer nos próximos anos, com foco inicial na América Latina. “Nosso papel será o de coordenar os interesses das grandes empresas do mercado brasileiro no processo de transformação digital. Com isso, daremos todo o apoio necessário para que as companhias potencializem seus próprios ecossistemas, conectando todos com governança, escalabilidade e colaborativismo para uma atuação centrada no cliente que é o grande protagonista desse movimento”, afirma o executivo.