Quest Software anuncia novo Country Manager no Brasil

Thiago Lopes assume a liderança do país com a meta de crescer 25% no volume de negócios para o atual ano fiscal


A Quest Software, fornecedor global de software de gerenciamento e segurança de sistemas, anuncia o executivo Thiago Lopes como novo country manager da operação da companhia no Brasil. Sua meta para o atual ano fiscal (01/fev./20 até 31/jan./21) é um crescimento de 25% no volume de negócios.


Lopes chegou na companhia na metade do ano passado e era responsável por contas estratégicas brasileiras. Durante a segunda metade do último ano fiscal aumentou em 69.5% o volume de vendas em relação ao mesmo período do ano anterior, superando todas as expectativas.


A principal beneficiada foi a unidade de Segurança e Compliance, segmento de maior experiência de Lopes que, impulsionada pelas vendas no Brasil, obteve crescimento recorde nas vendas em 2019. No início do ano fiscal, Lopes assumiu a liderança desta Unidade de Negócios e agora, com a continuidade dos bons resultados alcançados e por conta da mudança de estratégia da região, o levaram a assumir a operação inteira da Quest no Brasil.


Segundo o executivo, a pandemia do Covid-19 trouxe incertezas para o mercado, mas também oportunidades. Para ele, as soluções de TI passaram a ser ainda mais críticas do que eram e a segurança da informação passou a ser um pilar fundamental para a continuidade dos negócios, derrubando as barreiras do escritório e ocupando também as redes domésticas.


“A pandemia acelerou a Transformação Digital de forma brusca e o mercado precisou rapidamente se adaptar e lidar com ela. Não mudamos a meta de crescimento traçada desde antes da pandemia, mas, agora, ela está mais desafiadora. Fizemos uma mudança importante na América Latina e já não atuamos mais por unidades de negócios, mas, sim, de forma regionalizada porque queremos falar a mesma língua do cliente.


Nosso foco é aumentar a produtividade do nosso time e capacitá-los para garantir assertividade no relacionamento com nossos clientes.  Essa reestruturação garantirá uma comunicação mais próxima com nossos clientes e uma melhor condição para servir os interesses locais e adaptar soluções ao mercado.”, avalia Lopes.


Lopes revela que a estratégia de crescimento da empresa no Brasil será de fortalecimento das relações com os parceiros de negócios, além de aumentar a presença nas regiões Norte e Nordeste. O foco é crescimento junto aos clientes do setor Financeiro, Varejo e Governo.


“Nossos pilares são parceria, cliente e produto. Entendemos que o cliente não precisa saber sobre tecnologia, ele quer resolver seu problema e nós temos que prover uma solução para sua demanda. Atuamos para qualificar nossa equipe de vendas cada vez mais para entender as necessidades das empresas e eu quero que meu pessoal e parceiros saibam traduzir isto em uma arquitetura de tecnologia eficiente”, reforça Lopes.


OPERAÇÃO NA AMÉRICA LATINA E BACK TO THE FUTURE


A operação na América Latina da Quest Software cresceu 54% no último ano fiscal . A projeção da companhia é triplicar a operação em cinco anos, faturando cerca de US$ 50 milhões na região. O bom desempenho registrado no período é resultado de uma série de mudanças estratégicas na operação da América Latina, que tiveram início, já no primeiro trimestre do ano passado, com a contratação do executivo Marco Fontenelle para o cargo de General Manager Latin America, principalmente por sua grande expertise na área de canais, principal modelo de vendas da Quest no Brasil.


Com a pandemia, a companhia adiantou a implementação do programa “Back to the Future”. Antes, os vendedores eram especialistas por Unidade de Negócios e, com o programa, passaram a ser vendedores generalistas responsáveis por contas estratégicas nomeadas ou verticais por indústrias. A empresa segmentou a América Latina em três regiões distintas: Brasil, México e demais países denominados MCLA (Multi Country Latin America).


A Quest dividia seu time de vendas em 5 Unidades de Negócios e, com a mudança organizacional, agora a equipe passa a poder vender e atender clientes de forma geral, local e independente do tipo de solução comercializada.