top of page

Receita da SONDA cresce 19% e alcança US$ 1,24 bilhão em 2022

O EBITDA foi de US$ 140,9 milhões, com um crescimento de 8,2% comparado a 2021. Em termos comerciais, a empresa atingiu o maior resultado de fechamento da sua história. As oportunidades de novos negócios chegaram a US$ 3,55 bilhões, dos quais 43% correspondem ao Brasil.

A SONDA, líder em transformação digital com presença em 11 países, informou seus resultados financeiros referentes ao ano de 2022 com receitas consolidadas equivalentes a US$ 1,24 bilhão, e EBITDA equivalente a US$ 140,9 milhões.

A receita acumulada até dezembro aumentou 19% e o EBITDA em 8,2% em comparação com 2021. O lucro líquido atribuível à controladora foi equivalente a US$ 41,5 milhões. Tanto a receita como o EBITDA cresceram em todos os países onde a companhia está presente.

Em termos comerciais, os fechamentos de negócios durante o ano atingiram o valor recorde de US$ 1,69 bilhão, o maior volume de fechamentos na história da SONDA, com um crescimento de 34,4% em relação a 2021. Todas as regiões registraram aumento no fechamento de negócios. Os indicadores de crescimento, comparado a 2021 são: América do Norte com 93,2% de elevação, Brasil com 72,1%, Região Andina com 41,2% e Cone Sul com 7,8%. As oportunidades de novos negócios - ou pipeline -- chegaram a US$ 3,55 bilhões, dos quais 43% correspondem ao Brasil.

Entre os principais negócios concretizados em 2022, destacam-se a adjudicação da Infovia Digital no Brasil, um projeto de 30 anos que consiste na implementação de 6.950 km de fibra ótica para conectar e digitalizar o Estado de Mato Grosso do Sul, a gestão da frota de transporte público na Cidade do México e, recentemente, a implementação de meios de pagamento abertos para o Metrô do Panamá. No Chile, os destaques são para o projeto Bosque Iluminado, cujo objetivo é a conectividade de 700 mil hectares da empresa Arauco Forestal, e o sistema inteligente de videovigilância no município de Las Condes.

Sobre esses resultados, o CEO da SONDA, José Orlandini, destacou que “no marco do plano estratégico definido no início de 2022, tivemos um crescimento significativo de resultados durante o ano e um aumento de 34,4% nos fechamentos de negócios, o que nos permitiu encerrar o ano com uma base sólida para projetar 2023. Nesse sentido, as receitas aumentaram 19% e o EBITDA 8,2% em relação a 2021”. O executivo acrescenta que, “durante o ano de 2023 esperamos continuar fechando novos negócios e abrindo oportunidades que nos permitam consolidar-nos como um parceiro estratégico nos 11 países onde operamos, promovendo a transformação digital dos nossos clientes num contexto desafiante para as economias da região. Os resultados financeiros e comerciais positivos do ano vêm de mãos dadas com a ratificação da SONDA nos índices de sustentabilidade Dow Jones Sustainability Index Chile e MILA, o que nos enche de orgulho e nos motiva a continuar gerando valor para todos os nossos stakeholders de forma sustentável”, finaliza Orlandini.

Para o CEO da SONDA no Brasil, Ricardo Scheffer, “a contribuição expressiva da operação brasileira atesta que a estratégia adotada foi consolidada, o que promoveu uma atividade comercial mais dinâmica, resultando no fechamento de contratos relevantes no país”, finaliza.

コメント


bottom of page