Regra nº1 para modelos de negócios regenerativos: respeite os direitos da natureza!


Até 2050 serão necessários quase três planetas Terra para proporcionar os recursos necessários para manter o atual estilo de vida da humanidade. Se não mudarmos radicalmente nossos hábitos de consumo agora, em 30 anos, teremos mais plásticos no oceano do que peixes. Isso porque a atividade industrial foi desenhada para produzir, consumir e poluir mais e mais rápido, isto é, extrair e degenerar ao invés de gerar. É, nitidamente, um modelo que desrespeita os direitos da natureza, seu tempo, seus ciclos e padrões. Inter(fere) diretamente na sua capacidade de se regenerar.


Olhando para estes dados e fatos podemos supor que:


1. A galera naquela época não imaginava que o capitalismo e o consumismo virariam moda, que a medicina iria evoluir e a expectativa de vida aumentar, que os seres humanos iriam continuar adorando fazer sexo e, consequentemente, tendo mais filhos de forma planejada ou não.


2. Eles acreditavam que as próximas gerações rapidamente iriam encontrar outros planetas igual a Terra, para começar a colonizar.


Bom, independentemente da crença de nossos antepassados que iniciaram o modelo que hoje vivemos, já dá para ver que tem algo errado nesse negócio. Mas agora que nossa espécie evoluiu e consegue sentir, analisar e mensurar seus impactos, temos o dever de REGENERAR essa lógica.


No mundo atual, tão cheio de problemas, o que não falta são razões para fazer diferente. Por isso que, se alguém interessado em empreender vem me pedir uma mentoria, indicação ou feedback para algum negócio, eu mando de primeira:


Seu negócio vai gerar mais lixo e poluir mais o nosso planeta? Você não sabe de onde vem seus insumos? Seu negócio depende ou alimenta uma cadeia de produção que, em algum momento, fere os direitos humanos ou da natureza? Seu negócio pode gerar mais desigualdade? Seu negócio é pensado para suprir mais desejos do que necessidades?


Caso a resposta seja sim, para alguma dessas perguntas, eu te questiono: Você está pensando em alguma forma para solucionar ou reverter tais situações?


Se a resposta for não, meu amigo ou amiga…..volte 200 casas e recomece o jogo!

Você está pensando com uma mente do passado e não do futuro. E se você quer empreender hoje e, obviamente, deseja que seu negócio continue existindo no futuro, não tem como ficar preso numa visão de mundo de 200 anos atrás. Você precisa pensar 200 anos para frente.


Não te falaram que para ser um empreendedor de sucesso é preciso inovar? Olha só que interessante a semelhança entre a origem das palavras Inovação e Regeneração:



No jogo da vida real, em um mundo real, com problemas reais, de pessoas reais, haverá cada vez menos espaço para empreendedores egoístas, insustentáveis e que ferem os direitos da natureza. É dela que vem o nosso sustento, ela é matéria prima de tudo. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós, por isso, não se esqueça de incluí-la em seu plano de negócio!


Por Ana Karolina de Andrade - Faz parte do núcleo gestor do Impulso Emerge