Resultado financeiro da Kaspersky mostra crescimento estável dos negócios

América Latina é destaque com crescimento de 15% em relação ao ano anterior.

Em 2020, a Kaspersky apresentou crescimento estável dos negócios e a receita global IFRS não auditada da empresa atingiu o total de US$ 704 milhões*, o que representa um aumento de 3% em relação ao ano anterior*. Durante o período repleto de desafios associados à pandemia, a empresa mostrou resultados positivos, protegendo a privacidade dos usuários e ajudando as empresas a reduzir os riscos de cibersegurança em meio à maior transformação digital.


Com a aceleração da transição para o mundo digital e o modo de trabalho on-line em 2020, a necessidade de cibersegurança também aumentou para muitas organizações. A Kaspersky, que trabalha continuamente para fornecer as melhores soluções e serviços do setor para garantir a proteção de seus clientes ao redor do mundo, alcançou resultados importantes tanto no setor B2B (+13% YOY**) quanto no B2C (+4% YOY**). Os resultados comerciais** de 2020 estão entre os melhores da história da Kaspersky.

O crescimento da empresa no setor B2B foi impulsionado pelo crescimento contínuo de áreas estratégicas, como o segmento de grandes empresas (+23% YOY**) e soluções estratégicas (não-endpoint; +27% YOY**). Um exemplo de solução estratégica é o recém-lançado Kaspersky Managed Detection and Response (MDR), um serviço que utiliza machine learning 24x7 para garantir proteção contínua ao mesmo tempo que poupa recursos das equipes de segurança de TI para que eles possam focar em análise, investigação e resposta a ameaças. Para concluir, a Kaspersky também registrou um crescimento de 10% (YOY)** em vendas digitais no setor B2B.


Além disso, no segmento para pequenas e médias empresas, que foi o mais afetado pela pandemia, a Kaspersky apresentou um crescimento de 3%** (YOY). Isso foi acompanhado de um aumento significativo nas vendas da solução de segurança em nuvem Kaspersky Endpoint Security Cloud (+80% YOY**). Com foco nas necessidades de empresas de médio porte, a empresa lançou, em meados do ano passado, o novo Kaspersky Endpoint Detection and Response Optimum (EDR Optimum), uma solução desenhada para organizações com limitação de recursos e especialistas.


Já o segmento de consumo sofreu profundas mudanças por causa do isolamento social ao redor do mundo. Mesmo com os efeitos significativos nesta área, que resultaram no declínio das vendas tangíveis (-13% YOY**), as vendas B2C digitais da Kaspersky mostraram um crescimento de 8% em relação ao ano anterior**. Isso foi motivado pelo impressionante crescimento de dois dígitos nas aquisições digitais durante todo o ano.

"O ano de 2020 foi um agente de mudança. A maneira como vivemos, trabalhamos, compramos e socializamos entre nós se transformou muito mais rapidamente e de modo mais imprevisível do que jamais imaginaríamos antes da pandemia da Covid-19. Em apenas um momento, o mundo passou a ser digital, tornando-se mais vulnerável aos riscos on-line. Nós, como empresa, também tivemos de nos adaptar à nova realidade e era nossa responsabilidade permitir que as pessoas desfrutassem de um futuro mais seguro. As operações da empresa aumentaram nos principais setores de negócios, demonstrando que, em tempos de incerteza, as pessoas precisam da melhor proteção e segurança", comenta Alexander Moiseev, diretor de negócios da Kaspersky.

O ano de 2020 foi marcado também pela oitava vez consecutiva que a Kaspersky ficou no topo da métrica TOP3 por seu abrangente portfólio de segurança. A empresa conquistou uma das três primeiras posições em 50 dos 62 testes independentes diferentes que foram realizados ao redor do mundo durante o ano - e ficou em 1º em 45 deles. Além disso, a AV-Comparatives nomeou a solução para consumidores finais - Kaspersky Internet Security - com o prêmio "Produto do Ano de 2020" pela sexta vez.


O desempenho global da empresa é reflexo dos resultados positivos na maioria das regiões: América Latina (+15% YOY**), Rússia, Países Bálticos, Ásia Central e Comunidade dos Estados Independentes (CIS)*** (+15% YOY**), Oriente Médio, Turquia e África (Meta) (+14% YOY**) e Europa (+6% YOY**). A região Ásia Pacífico que, em termos de operações de negócios, foi afetada pela Covid-19 antes de todas as outras regiões, permaneceu estável em comparação com o ano anterior. A mesma estabilidade foi observada na América do Norte, onde as vendas foram mantidas principalmente pelo segmento digital.

Outro destaque de 2020 foram as medidas importantes adotadas pela Kaspersky para sua Iniciativa Global de Transparência, como a conclusão da mudança do processamento e armazenamento de dados para a Suíça. As informações de ameaças compartilhadas pelos clientes da Europa, Estados Unidos, Canadá e vários países da Ásia Pacífico**** agora são processadas em dois data centers em Zurique - estes dados incluem arquivos maliciosos suspeitos ou desconhecidos que os produtos da empresa enviam para a Kaspersky Security Network (KSN) para a análise de malware automatizada.


A Kaspersky também iniciou a operação do seu Centro de Transparência na América Latina, localizado em São Paulo (Brasil) e anunciou a inauguração de outro Centro de Transparência na América do Norte - este em parceria com a CyberNB Association em New Brunswick, no Canadá. A empresa lançou ainda um treinamento exclusivo sobre avaliação de segurança de produtos - o Programa de Desenvolvimento de Capacidade Cibernética (Cyber Capacity Building Program, em inglês). Para saber mais sobre a transparência da empresa e suas realizações, acesse o site da empresa.

Todos os índices de crescimento estão representados eliminando as alterações de taxas de câmbio internacional.

* Os números foram arredondados para facilitar a leitura. A receita foi de US$ 703,9 milhões. O aumento em relação ao ano anterior (YOY) foi de 2,8%.

** Todos os números do segmento e regionais estão nas reservas de vendas líquidas, não na receita; e apresentados em taxas fixas a partir do ano 2020.

*** Os países da região mencionada incluem Armênia, Azerbaijão, Belarus, Estônia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Letônia, Lituânia, Mongólia, Rússia, Tadjiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão.

**** Os países da região mencionada incluem Austrália, Nova Zelândia, Japão, Bangladesh, Brunei, Camboja, Índia, Indonésia, Coreia do Sul, Laos, Malásia, Nepal, Paquistão, Filipinas, Singapura, Sri Lanka, Tailândia e Vietnã.