Visa lança plano de segurança para meios de pagamento no Brasil

Roadmap da Visa destaca as novas tecnologias e seu plano de adoção para melhorar ainda mais a segurança dos pagamentos nas compras online e no mundo físico


Visa, líder mundial em pagamentos digitais, anuncia ‘Roadmap de Segurança’ para o Brasil, ressaltando uma abordagem robusta, voltada para a valorização da segurança dos pagamentos no país nos próximos anos.  O objetivo do plano é aumentar a segurança em todo o ecossistema de pagamento, adotar o princípio da inovação responsável, otimizando o equilíbrio entre risco e inovação.


O documento detalha as ações que a Visa e o ecossistema de pagamento irão liderar nos próximos 3 anos e tecnologias como tokenização, biometria, atualização do protocolo 3DS 2.0 que ganharão ainda mais espaço no mercado brasileiro. Um exemplo é o trabalho que será desenvolvido para expandir os pagamentos por aproximação. O Roadmap da Visa busca, até 2022, ter 100% de aceitação dessa tecnologia nos estabelecimentos comerciais brasileiros e ainda a inclusão de novos elementos de segurança biométrica - tudo para melhorar a experiência de pagamento, como voz, reconhecimento facial ou impressão digital.


Outra tecnologia que estará mais presente no mercado nacional é a tokenização. A meta da Visa é garantir que todos os dados de cartões mantidos fora das instituições financeiras estejam tokenizados em três anos. Quando o assunto é prevenção à fraude, espera-se que os emissores de cartão Visa sejam capazes de incorporar novos elementos de segurança em suas ferramentas, tais como: transações não financeiras, resultados de autenticação com token e 3DS 2.0, biometria etc.


O Roadmap da Visa foca iniciativas importantes para que a segurança evolua no mesmo ritmo que as tecnologias mudam a forma de pagar. Estão agrupadas em quatro pilares:

Proteger informações sensíveis, adotando medidas de segurança para proteger dados pessoais e detalhes da conta.


Maximizar o uso dos dados disponíveis na rede global da Visa, para identificar fraudes antes que elas ocorram, aumentando assim a confiança no sistema e a aprovação das transações legítimas.


Desvalorizar as informações, removendo dados sensíveis do ecossistema e impossibilitando o uso de contas comprometidas

Empoderar todos os participantes do ecossistema, incluindo portadores de conta, provedores externos e comerciantes, habilitando-os a assumir um papel ativo na segurança dos pagamentos.


"Manter a segurança do ecossistema de pagamento sempre foi nossa maior prioridade", diz Edson Ortega, vice-presidente de Risco da Visa do Brasil. “A tecnologia está viabilizando maneiras inovadoras de pagar e receber pagamentos, o que também cria novos riscos. Para permanecermos na vanguarda da prevenção, detecção e controle de fraudes, precisamos trabalhar em conjunto com consumidores, bancos, reguladores, comerciantes e adquirentes, dedicando a eles a mesma atenção para inovar com novas experiências de pagamento”.


A Visa está criando Roadmaps em todo o mundo para manter a segurança do ecossistema de comércio global. Localmente, estamos trabalhando com entidades do mercado para alinhar as iniciativas de segurança.


#Visa #Segurança #Roadmap #Tecnologia