Você sabe o que é o estado de FLOW?

As pesquisas recentes sobre o estado de flow mostram que em FLOW aumentando a capacidade de performance e diminuímos o tempo de aprendizado.


Tecnicamente, FLOW é definido como um estado de máxima consciência, onde nos sentimos melhor e atingimos cognição máxima. Como descrito pelo psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi (que cunhou o termo FLOW) “toda ação, movimento e pensamento seguem um fluxo, ficam alinhados”.


Flow (1990) explora como podemos sentir prazer controlando nossa atenção e fortalecendo nossa determinação. Isso acontece quando estamos imersos em uma atividade ou assunto incapaz de nos deixar ansioso (por ser muito difícil), nem entediado (por ser muito fácil).


Em FLOW, não nos preocupamos com recompensas externas como poder ou riqueza e nem sequer consideramos as opiniões dos outros. Mergulhamos em um estado de inspiração, de abstração ou de exaltação e pode-se dizer que entramos em sintonia com algo transcendente.


FLOW é uma experiência transformadora. As pesquisas recentes sobre o estado de flow mostram que as pessoas que têm permanecem mais tempo no estado de FLOW são pessoas mais felizes.


FLOW é um estado mental que ativa sua capacidade cognitiva/produtividade em até 500%. A pesquisa da McKinsey mostrou que se as pessoas ficassem mais tempo em estado de FLOW a produtividade geral de trabalho quase dobraria. Essa duplicação da produtividade é causada por cinco neuroquímicas – noradrenalina, dopamina, endorfinas, serotonina e anandamida.


O Instituto HeartMath, responsável pelos conhecimentos da ligação coração- mente, descobriu por volta do início da década de noventa que quando conseguimos equilibrar o sistema nervoso autonômico (simpático e parassimpático) por meio de práticas respiratórias, criamos uma ressonância fisiológica, emocional e cognitiva. Esta ressonância chamada de coerência cardíaca. Neste estado entramos em FLOW.


No aprendizado quer sejam em escolas tradicionais ou ambientes de aprendizado digital, os cientistas encontraram correlações diretas e significativas entre estados de FLOW.


Quando os pesquisadores da DARPA ( Defense Advanced Research Project Agency)induziram o estado de FLOW artificialmente (usando a estimulação transcraniana), eles descobriram que as habilidades de acerto nos alvos de atiradores militares melhoraram 490%. Em um estudo semelhante, pesquisadores da Advanced Brain Monitoring em Carlsbad, CA descobriram que o estado de FLOW induzido artificialmente reduziu em 50% o tempo necessário para treinar atiradores iniciantes para se tornarem especialista.


A ligação entre o estado de FLOW e a criatividade, que é a porta de entrada para a INOVAÇÃO é comprovada cientificamente!


Pesquisadores australianos testaram o impacto do estado de FLOW na capacidade criativa para resolução de problemas com um quebra-cabeças muito complicado, nenhum dos participantes conseguiu resolver o problema normalmente. Mas quando entraram em FLOW, que foi induzido artificialmente, cerca de 40% resolveram o quebra-cabeça.


Obviamente, resolver quebra-cabeças é apenas um tipo de criatividade. No entanto, os dados preliminares de um estudo de criatividade em andamento e mais geral realizado pelo Flow Genome Project (onde sou diretor de pesquisa) descobriram que as pessoas relatam ter de 6 a 8 vezes mais criativas no fluxo.


E aí? Como eu consigo entrar em FLOW?


Dois pontos:


Primeiro: Para entrar em FLOW é preciso entrar em frequências cerebrais mais baixas. Existem 5 frequências diferentes medidas em hertz (ciclos por segundo). As mais rápidas (beta) às mais lentas (Alfa, Teta e Delta). FLOW fica na ponte entre Alpha e Theta em 7,5 ciclos por segundo. Em meditação ou relaxamento voce entra em alfa, depois é preciso técnica ou práticas respiratórias (coerência cardíaca).


Segundo: pratica de coerência cardíaca. Simples e mensurável!!


Em pouco mais de 6 semanas de treino é possível treinar o cérebro para entrar em FLOW.


O Programa INNER criado pela IMAGINAR SOLUTIONS, trabalha com times de INOVAÇÃO, para aumentar os resultados do processo. Em janeiro de 2020, foi feito um experimento de 8 semanas com dois times: um de inovação e um de controle. Com as práticas durante 6 semanas, o time de inovação conseguiu sair de uma inovação incremental para um novo conceito disruptivo. INACREDITÁVEL!!! O resultado comparado com o time de controle mostrou o grande impacto que o estado de FLOW trouxe para a PERFORMANCE corporativa.